Vazamento de amônia assusta funcionários do Marfrig

Na noite da última segunda-feira(7), o conserto programado de uma válvula teria provocado o vazamento de amônia na planta do Frigorifico Marfrig em Alegrete. Conforme o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores, Marcos Rosse, um dos funcionários, de 31 anos, do setor de higienização foi encaminhado à UPA. Ele teria passado mal devido ao forte odor. Depois de medicado ele foi liberado e passa bem.

A informação foi que no momento em que os funcionários chegaram para trabalhar por volta das 18h foram informados que haveria a substituição de uma válvula no segundo piso. Neste período, ocorre a higienização e o carregamento.

Entretanto, segundo Rosse, os colaboradores  tiveram que suspender o carregamento por duas ou três vezes e depois cancelaram, diante do cheiro forte. O sindicalista, comentou que não houve falhas ou vazamento da amônia por outro motivo que não fosse no momento da troca. “mesmo que eles tivessem desligado com antecedência e programado a substituição o cheiro é muito forte. O que aconteceu foi que toda planta acabou sofrendo com o forte odor. Porém, na terça-feira(8), o trabalho transcorreu normalmente – comentou.

Na noite de ontem (8), novamente ocorreu uma manutenção, entretanto, os funcionários foram dispensados.

A planta Marfrig Alegrete tem 720 trabalhadores e realiza entre 500 e 540 abates diários.

Flaviane Antolini Favero

 

Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *